3 tipos de alimentos para evitar com a chegada do verão

Percorremos outubro com aquele cheirinho de verão no ar. As paisagens floridas alegram-nos, os dias mais quentes e longos chamam-nos para a rua a fim de encontrar os amigos, marcar aquele Happy Hour outrora postergado. A preparação para o alto verão é uma característica marcante desse período. Os feriados permitem aquela fugidinha até a praia para respirar a brisa pura que vem do mar e, também, preparar o espaço para a chegada da estação mais pulsante do ano. É quando chega essa época, porém, que (principalmente os gaúchos, após terem passado por um inverno rigoroso) pensamos na estética do nosso corpo, em como estamos preparados para encarar as roupas de praia e colocar os pés na areia. Reconsiderar a alimentação e matricular-se em uma academia são duas das principais práticas para contornar tais deslizes invernais. E para fazer tudo direitinho você precisará contar com dois profissionais extremamente importantes: um nutricionista e um educador físico. Procure-os assim que decidir começar essa empreitada de preparação para o verão.

Dentre as recomendações nutricionais que certamente você ouvirá estão os cortes de alguns tipos de alimentos considerados prejudiciais à saúde do corpo. Reduzindo-os será possível perder alguns quilinhos e deixar a barriga mais em forma.

1. Carboidratos
Como o organismo usa os carboidratos como principal fonte de energia, é importante reduzir o consumo; porém, não os cortar totalmente sem orientação alimentar adequada. Massas, pães, arroz, batata e outros farináceos brancos ou itens refinados fazem parte desse grupo e são alimentos com calorias vazias e alto índice glicêmico, ou seja, aumentam rapidamente o nível de glicose no sangue, causam picos de insulina e favorecem o acúmulo de gordura pelo corpo. Uma anotação importante: insumos integrais não entram nessa lista de refutáveis.

2. Doces
Doces ricos em gorduras saturadas, como os chocolates, os sorvetes, bolos e biscoitos, que também são cheios de açúcar, devem ser evitados durante o “projeto verão”. A questão não é obrigatoriamente bani-los por completo, mas sim substituí-los por opções mais saudáveis, como um chocolate amargo (70% cacau ou +), um brigadeiro de banana ou uma sobremesa com adoçante natural, a exemplo das tâmaras.

3. Frituras
Fique longe das gorduras trans, a exemplo das batatas fritas, salgadinhos, hambúrgueres, nuggets, bolinhos de queijo e outros daqueles superapetitosos que todo mundo sabe muito bem o prazer que dá o consumo desses alimentos.

Deixe uma resposta