Denominações que você precisa conhecer para escolher um bom vinho

Quando você chega nas nossas prateleiras e quer escolher um bom vinho para aquela ocasião diferenciada, seja após uma reunião cansativa, para presentear ou simplesmente saborear em uma noite qualquer porque “você merece!”, as inúmeras nomenclaturas que acompanham os rótulos dos vinhos também confundem a sua cabeça? Afinal, o que é Reserva, Reservado, Gran Reserva, Reserva Especial? Qual a diferença entre eles? Qual eu devo pegar? Se é assim, borbulhando de perguntas, que a sua mente fica, calma. Nós vamos ajudar a esclarecer para facilitar a decisão!

RESERVADO X RESERVA: a grande confusão!
Com grafias muito semelhantes, essas duas denominações são causadoras de muitas confusões. Um vinho Reservado, porém, é completamente diferente de um vinho Reserva.

O Reservado é um dos vinhos mais simples que uma vinícola elabora. Geralmente, são produzidos em grande quantidade, frutados e sem qualquer estágio de envelhecimento em barricas de madeira. Servem de entrada no mercado, isto é, a linha mais em conta de um dado produtor.

Já a denominação Reserva designa vinhos que, obrigatoriamente, passaram por algum tipo de contato com madeira. Logo, apresentam características – como taninos, sabores e estrutura – mais marcantes e perceptíveis. É, portanto, um vinho mais especial; elegível para a sua ocasião diferenciada. Não existe, no entanto, uma regra geral para o tempo em que um vinho deva permanecer “envelhecendo” no barril para ser considerado Reserva. Cada país possui suas próprias regras quanto a isso, mas em geral varia entre 2 e 8 meses.

GRAN RESERVA: aquele upgrade!
Uma categoria mais elevada, acima dos vinhos Reserva e sinônimo de garantia de qualidade. É basicamente isso que a designação Gran Reserva quer dizer quando em um rótulo. O entendimento aqui nas Américas é que esse vinho deve ser proveniente das melhores uvas e mais selecionadas uvas de um produtor, passando por um período mais longo em barricas: de 10 a 18 meses.

RESERVA ESPECIAL, RESERVA DE FAMÍLIA ou RESERVA PRIVADA: os mais mais!
Apesar das várias formas de escrita, no fundo, significam a mesma coisa: vinhos superiores que geralmente possuem sua produção limitada a poucas garrafas. Receberam um tratamento especial por parte do produtor e, por isso, recebem maior valor agregado na prateleira.

Nomenclaturas esclarecidas? Agora, boas compras e uma ótima degustação neste inverno.

Deixe uma resposta